Shirley e o Tuca Trio – Gosto do Que E Bom (1967)

Enir E-9002

A live recording by singer Shirley Saldanha accompanied by the Tuca Trio in Sarau – Rio de Janeiro:

Tuca (Contrabaixo),
Paulo Santos (Piano)
Tião (Bateria)

From Germany to Germany via Serbia:

01. Gosto do Que É Bom (Ademir Carvalho / Shirley Saldanha)
02. Prefiro Viver Só (Carlos Lacerda)
03. Isto É Samba (J. Canseira / Paulo Silva)
04. Atalaia Linda (Carlos Lacerda)
05. Quintessência (Meirelles)
06. Menino de Invasão (Fernando Lona / Geraldo Portela)
07. Samba da Minha Terra (Dorival Caymmi)
Saudade da Bahia (Dorival Caymmi)
Das Rosas (Dorival Caymmi)
08. Janela (Jota Júnior)
09. Formosa (Baden Powell / Vinicius de Moraes)
10. Vem Ver (Figueiredo / Brandão)
11. João Ninguém (A. Maciel / F. Martins)
12. Palmas No Portão (Walter Dionisio / D’Acri Luis)

PRODUÇÃO: LUIS MERGULHÃO New link 23.12.2017

Créditos: Andreas Dünnewald

Conjunto Ritmos Ok – Ritmos Ok (1962)

Copacabana CLP 11267

Conjunto Ritmos Ok presented for the first time on Parallel Realities is, as far as I could find out, probably also the last time on Parallel Realities, as this seems to be their only recording.

As you might have guessed, I have never before heard of them, neither anything played by them, so, as not to be caught in blunt ignorance again, I’d rather point to the linear notes written by José Augusto Machado, which, unfortunately could not have been completely reconstructed on the back cover which was partially damaged.

The band consists of:

Walter Arid (Vibrafone, Piano, Arranjos)
Venceslau (Acordeom)
Ditinho (Ritmo)
Maurício (Sax baritono e alto)
Aurélio (Sax tenor)
Augusto (Bateria, Timbales)
Criso (Piston)
Tião (Contrabaixo)
Waldir Mussi e Jairo Martins (Crooner e Ritmo)
Luis (Guitarra)

Performing:

01. The Man With The Golden Arm (Elmer Bernstein / Sylvia Fine)
02. Peixinho (Vica / Francisco Basílio) com Waldir Mussi
03. Amor de Reveillon (Vica / Walter Arid) com Waldir Mussi
04. Dans Mon Île (Henri Salvador)
05. O Samba Brasileiro (Claribalte Passos)
06. Las Secretarias (Pepe Luis) com Jairo Martins
07. The Twist (Hank Ballard)
08. Mambo Inn (Bauza / Sampson / Woodeen)
09. Sambaião (Célio Moreira)
10. Menino Desce Daí (Paulinho Nogueira)
11. Nicolasa (Ernesto R. Duarte Brito)
12. Canção Para Um Homem no Espaço (Nilo Sérgio)

OK? OK!

Créditos: Pedro & 300discos

DAS IST WALTER by Frank-Oliver:
Walter Arid was also the head of Conjunto OK (OK! Samba, RGE 1964) and Som Okey Five (RGE 1969)

P.S. I just received a reconstructed cover with completely legible back cover text from Edson Mendes,  so I added it to the zip and re-uploaded it

REVIEW by Francisco Miranda:
Hoje, não tenho conhecimento se Walter Arid ainda é vivo e atuante.
Meu primeiro contato com o conjuto foi no final de 64, quando trabalhava em rádio e até jocoso, pois, ao recebermos o long-playing, um colega disse: Conjunto 0Kilometro !!!! Não o conheciamos, até então.
Mas, sobre o artista, levantei que, no final dos anos 80, Arid contava com três elepês gravados e apresentações em bailes e casas noturnas. Embora não tivesse formação acadêmica, executava piano, vibrafone, órgão e acordeom. Mostrava seu trabalho na noite, tocando, basicamente, música popular brasileira, sua predileção. Arid já havia, antes, abandonado a música, nos idos de 69, por não aceitar a invasão da música estrangeira.
Sobre os discos e em adendo ao post de Frank, eu teria a comentar que:
– O primeiro disco seria o que está neste blog, ou seja CONJUNTO RÍTMOS OK – RÍTMOS OK pela gravadora Copacabana – LP CLP 11267 de 1962.
– O segundo, foi CONJUNTO OK – OK! SAMBA! pela gravadora RGE – LP XRLP – 5259 de 1964; (da contra-capa, extrai-se que ‘… O gosto pelo “jazz” fez com que se reunissem os rapazes que formam o Conjunto OK…. O conjunto já conta com dois anos de amplas atividades artísticas e seu nome consta na lista dos melhores do gênero. Oriundo de Taubaté, no Vale do Paraíba, SP, o conjunto é formado em sua maioria por músicos daquela cidade….’
No meu pobre entender, talvez pelo saudosismo da época, esse seria o melhor LP.
– O terceiro, foi SOM OKEY 5 – SOM OKEY 5 pela gravadora RGE – LP XRLP 5335 de 1969 que teve relançamentos em CD em 2010 pela Som Livre Masters (no Brasil) e pela Ward Records (no Japão). Me parece ter sido o disco de maior sucesso do grupo. O Som Okey 5 foi a ‘evolução’ dos Conjuntos “OK.