Mario Albanese – Jequibau (1972)

Chantecler CMGS 9048

Mário Albanese (Piano) com Orquestra Chantecler regida por Ciro Pereira.

Fonogramas:

01. No Balanço do Jequibau (Mário Albanese / Ciro Pereira)
02. Não Posso Esquecer (Mário Albanese / Ciro Pereira)
03. Tarde Quente (Mário Albanese / Ciro Pereira)
04. Foi Assim (Mário Albanese / Ciro Pereira)
05. Fim de Semana Em Guarujá (Mário Albanese / Ciro Pereira)
06. Zambo (Mário Albanese / Ciro Pereira)
07. Jequibau (Mário Albanese / Ciro Pereira)
08. Sim (Mário Albanese / Ciro Pereira)
09. Esperando O Sol (Mário Albanese / Ciro Pereira)
10. Maré Alta (Mário Albanese / Ciro Pereira)
11. Longe de Você (Mário Albanese / Ciro Pereira)
12. O Fim (Mário Albanese / Ciro Pereira)

JEQUIBÁU

Créditos: Pedro & 300discos

ABOUT THIS RELEASE by Andreas Dünnewald 
This album compiles reissues from two original albums:
1, 3, 4, 7, 8, 9 and 12 = Jequibáu (1966, Chantecler CMG 2403)
2, 5, 6, 10 and 11 = Jequibáu no Broadway (1967, Chantecler CMG 2451)

A DIFFERENCE by Frank-Oliver
The difference here is, that this compilation has the tracks in full Stereo, the earlier releases are in mono

Mario Albanese – Jequibau (1972)

Chantecler CMGS 9048

Mário Albanese (Piano) com Orquestra Chantecler regida por Ciro Pereira.

Fonogramas:

01. No Balanço do Jequibau (Mário Albanese / Ciro Pereira)
02. Não Posso Esquecer (Mário Albanese / Ciro Pereira)
03. Tarde Quente (Mário Albanese / Ciro Pereira)
04. Foi Assim (Mário Albanese / Ciro Pereira)
05. Fim de Semana Em Guarujá (Mário Albanese / Ciro Pereira)
06. Zambo (Mário Albanese / Ciro Pereira)
07. Jequibau (Mário Albanese / Ciro Pereira)
08. Sim (Mário Albanese / Ciro Pereira)
09. Esperando O Sol (Mário Albanese / Ciro Pereira)
10. Maré Alta (Mário Albanese / Ciro Pereira)
11. Longe de Você (Mário Albanese / Ciro Pereira)
12. O Fim (Mário Albanese / Ciro Pereira)

JEQUIBÁU

Créditos: Pedro & 300discos

ABOUT THIS RELEASE by Andreas Dünnewald 
This album compiles reissues from two original albums:
1, 3, 4, 7, 8, 9 and 12 = Jequibáu (1966, Chantecler CMG 2403)
2, 5, 6, 10 and 11 = Jequibáu no Broadway (1967, Chantecler CMG 2451)

A DIFFERENCE by Frank-Oliver
The difference here is, that this compilation has the tracks in full Stereo, the earlier releases are in mono

Miranda e Seu Conjunto – Shopping in Paris (1964)

Chantecler CMG 2268

Miranda with conjunto, backed by the Orquestra Chantecler under the direction of Francisco Moraes, shopping and performing:

01. Night Rider (J. Delvin)
02. Kata Aí (Ely Silva / Meneguim Júnior)
03. Garota Dinamite (Domingos Real / Ari de Jesus)
04. Dança do Beijo (E. Barclay / Michel Legrand)
05. Sundae (A. Verlane)
06. El Relicario (José Padilla)
07. Baião de Ana (Armando Trovajoli)
08. Shopping In Paris (André Popp)
09. Green Room (Mário Aguinaldo / Miranda)
10. Andaluci (Ernesto Lecuona)
11. Bikini (Serafim Costa Almeida / Miranda)
12. Sukiyaki (Hachidai Nakamura / Rokusuke Ei)

NIGHTCLUBBING IN PARIS New link

Créditos: Pedro & 300discos

Miranda e Seu Conjunto – Shopping in Paris (1964)

Chantecler CMG 2268

Miranda with conjunto, backed by the Orquestra Chantecler under the direction of Francisco Moraes, shopping and performing:

01. Night Rider (J. Delvin)
02. Kata Aí (Ely Silva / Meneguim Júnior)
03. Garota Dinamite (Domingos Real / Ari de Jesus)
04. Dança do Beijo (E. Barclay / Michel Legrand)
05. Sundae (A. Verlane)
06. El Relicario (José Padilla)
07. Baião de Ana (Armando Trovajoli)
08. Shopping In Paris (André Popp)
09. Green Room (Mário Aguinaldo / Miranda)
10. Andaluci (Ernesto Lecuona)
11. Bikini (Serafim Costa Almeida / Miranda)
12. Sukiyaki (Hachidai Nakamura / Rokusuke Ei)

NIGHTCLUBBING IN PARIS New link

Créditos: Pedro & 300discos

Miranda e Seu Conjunto – Miranda Sensacional (1965)

Chantecler CMG 2319

Miranda‘s third album out of the package finally reveals the guitarist at first sight together with his guitar. Where the previous cover lady was sitting at the time is not disclosed though.

The back cover text is written & signed by Paulo Queiroz and gives additional information about this release.

Miranda e Seu Conjunto are backed by the Orquestra Chantecler under the direction of Expedito de Carvalho while performing:

01. Porque Te Alejas (Leo Dan)
02. Te Pido Que Me Guies (Leo Dan)
03. Célia (Leo Dan)
04. Los Quatro Muleros (Garcia Lorca)
05. Retiens La Nuit (Charles Aznavour / Georges Garvarentz / A. de Simone)
06. Maria Isabel (Leo Dan)
07. Le Ciliege (Elvio Favilla / Mogol / Tony Renis / Alberto Testa)
08. Et Pourtant (Charles Aznavour / Georges Garvarentz)
09. Five Hundred Miles (Hedy West)
10. El Patito (A. Arancibia)
11. Llorando Me Dormí (Bobby Capó)
12. It’s A Lonely Town (Doc Pomus / Mort Shuman)

THE PORTRAIT

Créditos: Pedro & 300discos

RETIENS LA NUIT by Mr Memory:
A balada Retiens la Nuit (Segure a Noite), composta pelo extraordinário Charles Aznavour, em parceria com Georges Garvarentz, foi um grande êxito do cantor francês Johnny Hallyday, lançado à 09 de Fevereiro de 1962. Johnny a cantou no filme Les Parisiennes, daquele mesmo ano (de 1962), dirigido por Marc Allégret. Na cena, Johnny acompanha-se ao violão, tendo ao seu lado a bonita atriz Catherine Deneuve.

Miranda e Seu Conjunto – Miranda Sensacional (1965)

Chantecler CMG 2319

Miranda‘s third album out of the package finally reveals the guitarist at first sight together with his guitar. Where the previous cover lady was sitting at the time is not disclosed though.

The back cover text is written & signed by Paulo Queiroz and gives additional information about this release.

Miranda e Seu Conjunto are backed by the Orquestra Chantecler under the direction of Expedito de Carvalho while performing:

01. Porque Te Alejas (Leo Dan)
02. Te Pido Que Me Guies (Leo Dan)
03. Célia (Leo Dan)
04. Los Quatro Muleros (Garcia Lorca)
05. Retiens La Nuit (Charles Aznavour / Georges Garvarentz / A. de Simone)
06. Maria Isabel (Leo Dan)
07. Le Ciliege (Elvio Favilla / Mogol / Tony Renis / Alberto Testa)
08. Et Pourtant (Charles Aznavour / Georges Garvarentz)
09. Five Hundred Miles (Hedy West)
10. El Patito (A. Arancibia)
11. Llorando Me Dormí (Bobby Capó)
12. It’s A Lonely Town (Doc Pomus / Mort Shuman)

THE PORTRAIT

Créditos: Pedro & 300discos

RETIENS LA NUIT by Mr Memory:
A balada Retiens la Nuit (Segure a Noite), composta pelo extraordinário Charles Aznavour, em parceria com Georges Garvarentz, foi um grande êxito do cantor francês Johnny Hallyday, lançado à 09 de Fevereiro de 1962. Johnny a cantou no filme Les Parisiennes, daquele mesmo ano (de 1962), dirigido por Marc Allégret. Na cena, Johnny acompanha-se ao violão, tendo ao seu lado a bonita atriz Catherine Deneuve.

Waldemar Roberto e Luiz Wagner – Passei de Ano – Bom Dia Papai 78 rpm (1962)

Chantecler 78-0636

Some time ago I received from our friend Sidney Ferreira this 78 rpm accompanied with a text written by Marisa Sarmento

Lado A:

Passei de Ano (valsa de Waldemar Camargo, feita em parceria com Vicente Longo) na interpretação de Waldemar Roberto e Luiz Wagner, participação do Côro Infantil da Casa de David e acompanhamento da Orquestra Chantecler, regida por Elcio Alvarez.

Lado B:

Bom Dia Papai (valsa de autoria de Waldemar Roberto, feita em parceria com Ari de Jesus) na interpretação de Waldemar Roberto, participação do Côro Infantil da Casa de David, contendo a declamação de Marisa Sarmento e acompanhamento da Orquestra Chantecler, regida por Elcio Alvarez.

Marisa‘s text:

Lembranças da minha declamação para a Valsa Bom dia papai!

Eu tinha 8 anos e me lembro, quando meu pai, me perguntou: “O Waldemar Roberto compôs uma valsa com um amigo, para os dias dos pais e me perguntou se você gostaria de declamar uma poesia? As crianças da Casa de David farão o coral!”.

Meu pai, era muito amigo do Waldemar Roberto e também, ajudava muito a ENTIDADE CASA DE DAVID de crianças abandonadas. Ele ia com muita frequência à entidade, brincar com as crianças e até leva-las para passear de carro, algumas vezes…

Fiquei muito feliz, mas muito ansiosa, pois tinha que decorar a poesia: “Abenção papai!… Papaizinho… este é seu presente que comprei com o dinheiro, que estava guardado no meu cofrinho”. Ele me disse: “Não fique ansiosa você poderá levar um papel com a declamação!”. Aliviada, Waldemar Roberto veio nos buscar em casa e fomos direto para o estúdio! Claro, como qualquer criança de apenas 8 anos, fiquei toda feliz e animada em ver as crianças e toda a movimentação no estúdio com a nossa chegada! Logo, começou a gravação da minha declamação, para depois editarem juntamente com a Valsa e o coral das crianças! Foi e ainda é uma lembrança inesquecível. Pois, foi a minha primeira experiência com um microfone, estúdio cheio e meu pai, todo orgulhoso de mim… Memórias e saudades eternas do meu pai!

BOM DIA MARISA

Créditos: Marisa Sarmento Edwards / Sidney Ferreira

ABOUT MORAES SARMENTO by Sidney Ferreira:

Em abril de 1995, comecei à escutar o “Programa Moraes Sarmento”, pela Rádio Capital AM de São Paulo, transmitido nas noites de sábado. Aprendi muitas histórias da MPB, com o seu Rubens de Moraes Sarmento. Em 22 de março de 1998, fiquei órfão como tantos outros ouvintes. Ele participou de diversas gravações, quase sempre declamando, como na introdução da canção “Mãezinha (de Gomes Cardim e Lela)”, gravada pelo cantor Oslain Galvão. Já, a sentimental canção “Luar de Vila Sônia”, gravada por Tito Martinez, na Chantecler, eu tenho e é fácil encontra-la na Internet. O famoso bordão “Leva este…”, inspirou um samba gravado pelo conjunto Demônios da Garoa, em 1969, inclusive dá título ao LP, pela Chantecler.

Waldemar Roberto e Luiz Wagner – Passei de Ano – Bom Dia Papai 78 rpm (1962)

Chantecler 78-0636

Some time ago I received from our friend Sidney Ferreira this 78 rpm accompanied with a text written by Marisa Sarmento

Lado A:

Passei de Ano (valsa de Waldemar Camargo, feita em parceria com Vicente Longo) na interpretação de Waldemar Roberto e Luiz Wagner, participação do Côro Infantil da Casa de David e acompanhamento da Orquestra Chantecler, regida por Elcio Alvarez.

Lado B:

Bom Dia Papai (valsa de autoria de Waldemar Roberto, feita em parceria com Ari de Jesus) na interpretação de Waldemar Roberto, participação do Côro Infantil da Casa de David, contendo a declamação de Marisa Sarmento e acompanhamento da Orquestra Chantecler, regida por Elcio Alvarez.

Marisa‘s text:

Lembranças da minha declamação para a Valsa Bom dia papai!

Eu tinha 8 anos e me lembro, quando meu pai, me perguntou: “O Waldemar Roberto compôs uma valsa com um amigo, para os dias dos pais e me perguntou se você gostaria de declamar uma poesia? As crianças da Casa de David farão o coral!”.

Meu pai, era muito amigo do Waldemar Roberto e também, ajudava muito a ENTIDADE CASA DE DAVID de crianças abandonadas. Ele ia com muita frequência à entidade, brincar com as crianças e até leva-las para passear de carro, algumas vezes…

Fiquei muito feliz, mas muito ansiosa, pois tinha que decorar a poesia: “Abenção papai!… Papaizinho… este é seu presente que comprei com o dinheiro, que estava guardado no meu cofrinho”. Ele me disse: “Não fique ansiosa você poderá levar um papel com a declamação!”. Aliviada, Waldemar Roberto veio nos buscar em casa e fomos direto para o estúdio! Claro, como qualquer criança de apenas 8 anos, fiquei toda feliz e animada em ver as crianças e toda a movimentação no estúdio com a nossa chegada! Logo, começou a gravação da minha declamação, para depois editarem juntamente com a Valsa e o coral das crianças! Foi e ainda é uma lembrança inesquecível. Pois, foi a minha primeira experiência com um microfone, estúdio cheio e meu pai, todo orgulhoso de mim… Memórias e saudades eternas do meu pai!

BOM DIA MARISA

Créditos: Marisa Sarmento Edwards / Sidney Ferreira

ABOUT MORAES SARMENTO by Sidney Ferreira:

Em abril de 1995, comecei à escutar o “Programa Moraes Sarmento”, pela Rádio Capital AM de São Paulo, transmitido nas noites de sábado. Aprendi muitas histórias da MPB, com o seu Rubens de Moraes Sarmento. Em 22 de março de 1998, fiquei órfão como tantos outros ouvintes. Ele participou de diversas gravações, quase sempre declamando, como na introdução da canção “Mãezinha (de Gomes Cardim e Lela)”, gravada pelo cantor Oslain Galvão. Já, a sentimental canção “Luar de Vila Sônia”, gravada por Tito Martinez, na Chantecler, eu tenho e é fácil encontra-la na Internet. O famoso bordão “Leva este…”, inspirou um samba gravado pelo conjunto Demônios da Garoa, em 1969, inclusive dá título ao LP, pela Chantecler.